8 conselhos do pai de Mark Zuckerberg para criar filhos empreendedores

6a00d8341c630a53ef0147e3a18a47970b-600wi

Recentemente, Mark Zuckerberg, o CEO e criador do Facebook, se tornou pai. O nascimento de sua filha motivou ele e sua esposa a se comprometerem a doar 99% de suas ações da rede social para a caridade ao longo de suas vidas.

Ainda é cedo para dizer se Max, a fiilha bebê do casal, levará adiante o legado de empreendedorismo deixado por seus pais. Mas o próprio pai de Zuckerberg também era um empreendedor, o que sugere que essa tendência corre forte no sangue da família.

Edward Zuckerberg, dentista, deu recentemente uma longa entrevista a uma rádio dos Estados Unidos. A partir dela, o site estadunidense Inc retirou sete dicas para pais que querem ver seus filhos se tornarem empreendedores de sucesso. Confira abaixo:

 1 – Adapte seu trabalho às suas capacidades e vontades

Mark Zuckerberg cresceu vendo seus pais tocarem e desenvolverem um negócio próprio. Edward, seu pai, tinha (e ainda tem) um consultório de dentista, e sua mãe, psiquiatra de formação, também trabalhava lá como secretária. Como resultado, Mark soube desde cedo como era ser responsável por seu próprio trabalho e crescer um empreendimento a partir de seu lar. Além disso, o ambiente do consultório também colocou o jovem Mark em contato com computadores – algo que viria a ser bastante importante no futuro.

2 – Dê segurança para seus filhos

Embora haja histórias de empreendedores que cresceram sem nenhuma condição, o mais provável é que os jovens se sintam mais à vontade para correr riscos se souberem que têm uma estrutura na qual se apoiar caso as coisas dêem errado. O dentista Edward Zuckerberg, por exemplo, abriu mão de seu interesse em computadores começar uma carreira mais estável no ramo da ortodontia.

3 – Descubra e alimente os interesses de seus filhos 

Em uma história contada ao LA Times, Edward recordou um momento em que Mark estava entediado com sua lição de casa. Seu pai então lhe deu o disco de tutorial de um dos computadores de seu consultório. Com ele, o jovem Mark começou aprender a programar e, em pouco tempo, criou um programa primitivo de mensagens instantâneas que permitia que os computadores de diferentes partes da casa se comunicassem. A família chamou a rede de ZuckNet.

4 – Demonstre aos seus filhos que você tem orgulho deles

Embora o jovem Mark Zuckerberg fosse, segundo seu pai, “um cara muito silencioso (…) que não gosta de se gabar de suas conquistas”, Edward não tem problema em dizer com todas as letras: “eu tenho muito orgulho de suas conquistas, e das conquistas de todos os meus filhos”.

5 – Imponha limites, e respeite-os 

Na entrevista, Edward afirma que não acredita em punições físicas ou corporais. No entanto, ele ressalta que acha importante que os pais, ao observarem um comportamento inaceitável, mostrem imediata e claramente a seus filhos que esse tipo de atitude não será tolerada. Em outras palavras, as crianças precisam de orientações facilmente compreensíveis com relações a comportamentos inadequados.

6 – Garante espaço para diversão na rotina de suas crianças

Apesar de se dedicar bastante ao trabalho, a família de Zuckerberg também tinha hobbies com os quais passar o tempo. Um artigo da New York Magazine, por exemplo, descreveu Edward como um “mergulhador dedicado”. “Há um lugar para o trabalho, e há um lugar para a diversão”, diz Edward.

7 – Equilibre o trabalho e o resto de sua vida

Segundo Edward, o fato de seu trabalho e sua casa serem o mesmo espaço físico foi bastante positivo. “Eu recomendo bastante [esse tipo de arranjo] se ele funcionar para o seu trabalho. Ele me deu a habilidade de trabalhar e passar tempo em casa com as crianças ao mesmo tempo”, diz. Esse fato, segundo ele, ajudou bastante a família a equilibrar esses dois lados da vida.

8 – Não se deixe envelhecer demais

Em outro artigo da new York magazine, Zuckerberg também foi descrito como um homem “de 57 anos notavelmente jovial”, apesar de sua careca. Essa característica é importante: independente da idade, os pais são modelos de vida para os filhos. E se eles deixarem os aspectos mais negativos da idade se apoderar de seus comportamentos, isso pode acabar se refletindo nas crianças.

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s