Intel desenvolve chip que imita o cérebro para acelerar inteligência artificial

intel

Assim como muitas empresas de tecnologia, a Intel passou a investir em inteligência artificial. A companhia anunciou o desenvolvimento de um chip de autoaprendizagem que é capaz de acelerar a evolução da IA.

O processador, apelidado de Loihi, imita o cérebro humano ao ajustar as suas conexões para se adaptar a novas tarefas. Ele usa os dados para aprender e realizar interferências, sendo que é capaz de ficar mais inteligente ao longo do tempo sem precisar ser treinado da maneira tradicional.

O protótipo de pesquisa inclui circuitos digitais que imitam a mecânica básica do cérebro, tornando a aprendizagem da máquina mais rápida e eficiente, ao mesmo tempo em que exige menor poder de computação.

Os modelos de chips neuromórficos se inspiraram em como os neurônios se comunicam e aprendem, usando picos e sinapses plásticas que podem ser modulados com base no tempo. Isso permite que as máquinas sejam autônomas e se adaptem em tempo real em vez de aguardar a próxima atualização da nuvem.

A expectativa da empresa é que o chip comece a ser usado em pesquisas universitárias a partir do ano que vem.

Anúncios

Google Maps: nova versão do aplicativo permite medir a distância entre posições no mapa

google maps.jpg

Um recurso que estava presente apenas na versão para desktops, finalmente foi disponibilizado para todos os dispositivos móveis. A versão mais recente do Google Maps permite que os usuários possam obter dinamicamente o cálculo da distancia em linha reta entre dois ou mais pontos de localização no mapa, confira.

 

 

Como funciona 

Existem situações em que a distância de um determinado trajeto é irrelevante, pois quando é levado em consideração o deslocamento seguindo o trânsito esse número pode ser significativamente maior do que uma simples medida em linha reta entre duas ou mais posições. Esse recurso é útil quando o objetivo é obter apenas a distância entre duas cidades, bairros ou pontos turísticos por exemplo. Para usar a nova funcionalidade, atualize o aplicativo e siga os passos descritos abaixo:

 

1 – Toque sobre o ponto inicial no mapa. Será exibido o ícone em formato de alfinete para confirmar a marcação.

 

2 – Deslize a tela para cima.

 

3 – Toque na opção “Medir distância”. Será exibido um novo cursor móvel que será reposicionado conforme o mapa for sendo deslocado na tela. Abaixo é exibido a de distância em tempo real. Vale salientar que essa informação não leva em consideração o trajeto pelas ruas, é uma medida baseada numa linha reta entre os pontos definidos no mapa.

 

4 – Posicione cursor sobre o segundo ponto de localização que será medido e toque no ícone com o sinal de “+” para fixá-lo. Repita esses passos para indicar novos pontos de localização.

O recuso de medir a localização não é uma novidade, mas agora será ainda mais útil por estar presente em todos os dispositivos móveis.

Google diz que não há o que temer em relação à inteligência artificial

google - inteligência artificial.jpg

O tema “inteligência artificial” é frequentemente discutido por dois grupos opostos: o que acha que a tecnologia trará o fim da humanidade se não for regulada, do qual faz parte o bilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX; e o que acredita nos benefícios dessa tecnologia, do qual faz parte Mark Zuckerberg, o CEO e fundador do Facebook.

Nesta semana, mais um nome entrou para o time de Zuckerberg: John Giannandrea, líder da área de pesquisa e desenvolvimento em IA do Google. O executivo falou sobre o tema num painel do TechCrunch Disrupt, evento voltado ao mercado de tecnologia em São Francisco, nos EUA.

O tema “inteligência artificial” é frequentemente discutido por dois grupos opostos: o que acha que a tecnologia trará o fim da humanidade se não for regulada, do qual faz parte o bilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX; e o que acredita nos benefícios dessa tecnologia, do qual faz parte Mark Zuckerberg, o CEO e fundador do Facebook.

Nesta semana, mais um nome entrou para o time de Zuckerberg: John Giannandrea, líder da área de pesquisa e desenvolvimento em IA do Google. O executivo falou sobre o tema num painel do TechCrunch Disrupt, evento voltado ao mercado de tecnologia em São Francisco, nos EUA.

Giannandrea também disse que o Google se preocupa com diversas questões éticas em torno do tema e que toma todas as precauções necessárias para evitar que essa tecnologia se desenvolva do jeito errado. Porém, o executivo também comparou os computadores mais avançados de hoje em dia a “uma criança de quatro anos”.

“Definitivamente, não estou preocupado com o ‘apocalipse da IA'”, acrescentou Giannandrea. “Eu apenas me oponho à expectativa e às preocupações que algumas pessoas têm levantado.”

Microsoft deve anunciar novidades sobre realidade mista em outubro

microsoftdeveanunciar

A Microsoft está planejando um evento no mês de outubro para anunciar novidades sobre o Windows Mixed Reality, a sua plataforma de realidade mista.

Conforme relata o MSPoweruser, a empresa está distribuindo convites para o dia 3 de outubro, um dia antes do evento em que o Google deve apresentar os seus smartphones Pixel.

Ainda não está claro o que a empresa planeja anunciar, mas a expectativa é sobre os avanços que a Microsoft teve nas pesquisas em relação a realidade aumentada e virtual. Além de falar mais sobre o visor Windows Mixed Reality, que começará a ser distribuído no dia 17 de outubro, junto com o lançamento da atualização Windows 10 Fall Creators

A Microsoft também já tem um segundo evento marcado para o final de outubro, no qual a empresa deve apresentar um novo dispositivo Surface, possivelmente o novo Surface Pro com LTE.

Fonte: Olhar Digital