3 mudanças importantes do Android P em relação ao Oreo

20180508051307_660_420

O Android P está a caminho e deve começar a ser disponibilizado a partir de agosto. Como é de costume, a chegada de uma nova versão traz mudanças de usabilidade que serão sentidas pelos usuários. Abaixo, o Olhar Digital explica algumas das novidades prestes a chegar.

Conhecido pelo nome de “Material Design 2”, o padrão vistual do Google terá renovação nas interfaces de seus aplicativos e serviços. O Gmail foi o primeiro a passar por uma reformulação no mês passado que já está disponível para testes por todos.

Reprodução

Estas mudanças também devem chegar ao Android P, cujos últimos detalhes estão sendo revelados aos poucos. Pelo o que já foi disponibilizado, é possível notar que o Android deve contar com cores novas e uma disposição de elementos mais elaborada para ver todas as informações presentes no menu com destaque para o mais importante.

Ações por gestos

Até o Android Oreo, havia botões virtuais fixos ou físicos para acessar a sua tela inicial ou voltar para uma tela anterior. Visando acelerar as tarefas, a partir do Android P, será possível concentrar todas as ações diretamente na tela através de um botão virtual.

Dessa forma, você poderá alternar entre apps sem precisar apertar botões, o que ajuda a economizar  tempo. Ainda neste quesito, agora ao utilizar os botões de volume do telefone, você já poderá alternar entre as funções de toque e vibração, sem ter que acessar um menu a mais apenas para isso.

Multitarefas mais inteligente

Outra mudança visível chega a um recurso que utilizamos quase diariamente em nossos aparelhos com Android. Ao notar que o celular está mais lento ou ao acabar de usar um aplicativo, é quase natural abrir o gerenciador de tarefas do Android para fechar alguns apps.

Por muito tempo, para fechar um aplicativo, bastava dar um toque no “X” ou deslizar o aplicativo para o lado no gerenciador de tarefas. Agora, a ferramenta mostra os aplicativos na horizontal, e assim para fechar um deles é necessário deslizá-lo para cima. O botão que servia para fechar todas as tarefas não está mais presente, mas existe uma explicação para isto: o Android já deixa os aplicativos que estavam em segundo plano sem consumir recursos do sistema. Dessa forma, não é necessário fechar os aplicativos que não estão em uso, mas que ficaram abertos.

Reprodução

A opção para abrir aplicativos em telas divididas também mudou. Ao invés de ter o tradicional atalho sob cada janela, ao abrir o gerenciador de tarefas, basta tocar e pressionar o programa desejado para acessar a opção de dividir a tela.

Ainda na parte de multitarefas, agora será possível copiar o texto de um aplicativo diretamente do gerenciador de tarefas, sem precisar abrir de fato o aplicativo

 

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s