Microsoft explica por que desabilita o antivírus de concorrentes

2

Recentemente, a empresa de segurança Kaspersky acusou a Microsoft de desabilitar seu software antivírus em computadores com Windows e usar o sistema para promover o seu próprio software, Windows Defender.

Em resposta, a Microsoft publicou em seu blog uma explicação de como funciona o sistema de segurança do Windows. Rob Lefferts, diretor de gerenciamento de programas para empresa e segurança, afirma que o Windows Defender foi criado para garantir aos clientes que todo dispositivo com Windows 10 sempre tenha uma proteção contra vírus e malware.

Ele explica que o Windows 10 solicita instalar uma nova versão do antivírus de terceiros após uma atualização do sistema e desativa a versão antiga se ela não for compatível, dando prioridade para o Defender. Ou seja, o software da gigante da tecnologia funciona como uma proteção extra, em caso de falhas do antivírus principal.

A Kaspersky também acusou a Microsoft de não fornecer tempo suficiente para testar completamente as versões mais recentes do Windows 10 para garantir que o software existente seja compatível.

Nesse caso, a resposta da empresa é de que ela trabalha de perto com os parceiros para identificar mudanças, fornecer compilações iniciais através do Programa Insider do Windows e outros ambientes de teste, além de fornecer orientação técnica através do programa MVI (Microsoft Virus Initiative).

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s