Google lança a primeira versão do Android O; conheça as novidades

3

O Android O já é uma realidade. Ainda sem um nome final baseado em alguma sobremesa, o sistema operacional está disponível para desenvolvedores, revelando vários dos recursos que chegarão para o público quando o software for lançado.

É o segundo ano consecutivo que uma versão prévia do Android é lançada muito antes do lançamento oficial. Ainda faltam alguns meses para o Google I/O, em que a empresa dará detalhes mais profundos sobre o sistema operacional, mas já há a oportunidade para que os aplicativos façam melhor uso das ferramentas imediatamente.

Mas o que o Android O traz de novo? Talvez o recurso mais notável por um usuário comum a princípio seja o Picture-in-Picture. O sistema terá suporte a reprodução de vídeos de um aplicativo enquanto você navega pela interface do Android ou enquanto usa outro app. Por exemplo: se você está assistindo a algum vídeo do YouTube, poderia continuar acompanhando o conteúdo enquanto abre o Facebook ou o Uber, por exemplo.

Outra novidade importante que o Google anuncia são os “notification channels” (“canais de notificações”, em tradução livre). A empresa não dá muitos detalhes, mas a plataforma é uma nova forma de organização de notificações que permite agrupar alertas por tipo. Para demonstrar como funciona, foi divulgada uma captura de tela de um aplicativo de notícias com 10 categorias de notificações, e você pode receber todas as notificações de notícias de tecnologia de uma tacada só.

Reprodução

Um outro recurso visa amenizar o eterno problema da bateria dos celulares. O Google anunciou algo chamado “background limits” (“limites em plano de fundo”, em tradução livre). O usuário não deve ter interação direta com a ferramenta, mas ela terá como função restringir o que os aplicativos podem fazer quando não estão ativos. A empresa vai dividir as operações em plano de fundo em três áreas: os serviços em segundo plano, as atualizações de localização, e algo que o Google chama de “transmissões implícitas”, e todas elas serão sujeitas a restrições pelo Android.

O Android O poderá ser testado por desenvolvedores por meio do emulador oficial do sistema, ou instalar a ROM manualmente no celular fazendo o flash no dispositivo. Os aparelhos compatíveis neste momento são o Pixel, o Pixel XL, o Pixel C, o Nexus 5x, o Nexus 6p e o Nexus Player.

O Google I/O, evento anual do Google para desenvolvedores, que neste ano acontece em 17 de maio, deve trazer mais informações sobre a atualização do sistema. Se 2016 for parâmetro, usuários podem começar a esperar a versão final do Android O a partir de agosto.

 

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s