Metrô de SP recebe Wi-Fi grátis em 40 estações; veja quais

3.jpg

O Metrô de São Paulo vai ganhar mais pontos de internet Wi-Fi grátis. O governo do estado de SP anunciou que 40 estações passarão a ter conexão sem fio para os usuários até o final do mês do fevereiro. A conta inclui as seis que já possuem Wi-Fi e que terão o sinal ampliado com a substituição de equipamentos.

O Metrô afirma que a rede está projetada para sustentar 400 usuários simultâneos, com velocidade média de 1 Mbps, que é o suficiente para navegação leve (nem tente assistir Netflix). Em estações mais movimentadas, como a Sé, a promessa é de que a capacidade chegue a 2.000 usuários simultâneos. Os pontos de acesso estarão disponíveis nas áreas livres da estação e nas áreas pagas (após passar a catraca), mas não nas plataformas, por questão de segurança.

Também é importante notar que, quando o governo anunciou o Wi-Fi na Sé, em 2014, havia afirmado que todas as estações estariam cobertas com internet sem fio até o final de 2015, o que obviamente não foi cumprido.

Haverá uma evolução sobre a tecnologia atual, que permite que apenas 200 pessoas se conectem simultaneamente e só por 20 minutos, com um intervalo de mais 15 minutos para que seja possível voltar a ficar online. Desta vez, o Metrô vai restringir a sessão a apenas 15 minutos, mas não parece haver limite de tempo para se reconectar.

O governador Geraldo Alckmin informa que serão 20 estações atendidas a partir deste domingo, 5, e mais 20 a partir do dia 1º de março. Para conectar-se, é necessário um cadastro rápido, com nome, endereço de e-mail e número de telefone, ou o uso de dados de redes sociais como Facebook e LinkedIn. Atualmente, o cadastro só precisa de um endereço de e-mail.

O Metrô também afirma que abriu um chamado público para conectar todas as estações, e a empresa N1 Telecom foi a selecionada para instalar o serviço nas 40 estações iniciais. O governo vai analisar o desempenho do modelo de negócios durante um ano e, se verificado sucesso, poderá expandi-lo para um contrato de longo prazo. A expectativa é que a oferta de Wi-Fi nas estações gere R$ 5 milhões por ano.

Primeira fase:
Linha 1-Azul: Armênia, São Joaquim, Vergueiro, Paraíso, Ana Rosa, Santa Cruz, Santana e Jabaquara.
Linha 2-Verde: Brigadeiro, Trianon-Masp, Tamanduateí e Vila Prudente.
Linha 3-Vermelha: Marechal Deodoro, Santa Cecília, Brás, Patriarca, Carrão, Vila Matilde, Guilhermina-Esperança e Sé.

Segunda fase
Linha 1-Azul: São Bento, Luz, Portuguesa-Tietê, Vila Mariana e Tucuruvi.
Linha 2-Verde: Consolação, Clínicas, Vila Madalena e Sacomã.
Linha 3-Vermelha: Tatuapé, Corinthians-Itaquera, Artur Alvim, Penha, República, Anhangabaú, Bresser, Belém e Palmeiras-Barra Funda.
Linha 5-Lilás: Santo Amaro e Largo Treze.

 

Fonte: Olhar Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s